segunda-feira, 21 de julho de 2008

Calor...

Faz um calor abrasador aqui, e é claro que de acordo com as infalíveis leis de Murphy, neste momento de extrema necessidade, o ar condicionado tinha que se estropiar, em plena madrugada, numa semana de feriado e numa pqp como esta...
Resignado, abro a janela e dou de ouvidos com uma orquestra sapofônica a coaxar estrondosamente no tambô (plantação de arroz num alagado) vizinho...
Mesmo assim é um alívio... Uma brisa refrescante invade meu microscópico lar, infelizmente acompanhada de um indisfarçável odor de esterco e duns pernilongos vampiros. Fazer o quê, amanhã ligarei para a empreiteira e se o tio Murphy der um tempo, tudo será resolvido, espero...
É isso ai, o jeito é continuar tocando a vidinha, suportando esses pequenos dissabores nesses intermináveis dias de ócio.
E nem quero pensar que ainda restam quatro dias...
Pô, que droga... pensei!!! @:-(

3 comentários:

Bah disse...

Hey somos vizinhos então.. pq aqui O Arrozal e os sapos não é um conto infantil :P

tubalandia disse...

ahuahuahuahuahuahuahuahuahauhauhau...
orquestra sopofônica foi fodz....
pra num dizer outra coisa ahuahuahuahauhauhauhauh...

ShigueS disse...

Hahhahaha... espero que tenha veneno de mosquito por que ficar se protejendo embaixo do futon não vai rolar nesse calor!