quinta-feira, 18 de setembro de 2008

E a bolsa furou...

E a bolsa continua caindo, rolando ladeira abaixo com seus índices e valores monetários. E as maleditas análises gráficas apontando que as coisas podem ir mais para baixo ainda... Tinha um dinheirinho enfiado lá. Principalmente nas ações das Lojas Americanas (LAME4), com mais de 50% de prejuízo acumulado desde o início do ano. Pode desvalorizar ainda mais, mas nem vou mexer, estou cansado, meio estressado e já conformado com todo o leite já derramado no piso das minhas reservas econômicas...
Mas fico cá imaginando como deve estar a cabeça de alguns peões aqui. Infelizes que depositaram tanta fé em fazer multiplicar uns tostões minguados sem muito esforço e se vêem agora sob o risco de perder grande parte dele num piscar de olhos deste verdadeiro apocalipse financeiro. Conheço gente que colocou todo o fruto de anos de suor penosamente laborando aqui na ilhota, numa aposta cega em siglas obscuras da Bovespa.
Não tem como condenar o pobre diabo que se deixou seduzir pelo doce canto de sereia das bolsas de valores. O sujeito lê na mídia insistentes notícias de gente ganhando fortunas, milhões, dinheiro a rodo, sem qualquer trabalho, dor de cabeça, é claro que vai querer participar da festança. Lucra um pouquinho aqui e ali e a ambição chuta fora a razão da sua consciência. Acaba viciando no "game" e termina colocando até o que não deveria na mesa traiçoeira da jogatina especulativa.
Uma triste constatação é que no universo capitalista não se ganha dinheiro de verdade trabalhando, não mesmo... Chavão velho e verdadeiro. Na realidade parece que não se ganha dinheiro de forma alguma, riqueza parece ser algo destinado a uns poucos iluminados que carregam uma bola de cristal mágica debaixo do braço ou se é supra-talentoso ou genial em alguma arte ou esporte. Para nós, reles mortais, resta o consolo de pelo menos conseguir ganhar o pão nosso de cada dia e quiçá juntar uns trocados para comprar uma cabana lá na terrinha. E nem seguindo os conselhos daquele famoso documentário idiotizante ou ficar rezando fervorosamente em cultos crentes, as coisas parecem se resolver facilmente para nós.

Que saco... É ficar meio chateado para pensamentos negativos fumegarem no ar. Afinal, o que é um prejuízo de 12 milas nesta brincadeira?

Pois é, agora não tem mais jeito... Esqueça esta merreca Tabuchi-san. Dê uma volta por ai, vá espairecer a cachola, comer um ramen, apostar uns números na "Loto 6", beba o resto daquele vinho vagabundo que sobrou do dia anterior e depois capote naquele seu colchão duro sem cama, porque hoje a noite tem ralo dos pesados no Butantã e tu ainda tem uma choupana pra erguer sabe-se lá aonde no brasiu...

Nenhum comentário: