segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

2008, o ano do (sem)tenário

Final de ano e todo mundo aguardando ansiosamente a tal virada. Não faço assim o tipo ranzinza e fechadão, mas nessa época do ano procuro mesmo é me esconder, evaporar se possível. Desde piá tenho este hábito. Não curto estas festas. Aliás, não curto festa nenhuma. Mas desta vez, talvez um pouco abalado pela conturbação desgracenta deste ano velhinho que esta se esvaindo, quero começar este novo ano mais positivo.
Talvez esteja inspirado por esta reportagem pra lá de interessante que acabei ler agorinha mesmo. É sobre um porco que sobreviveu durante 36 dias soterrado por um terremoto na China, somente bebendo água lamaçenta da chuva e comendo carvão. 36 DIAS!!! O danado perdeu 2/3 do peso e virou herói nacional. Isto sim é que é ter vontade de viver!!! Uma tal lição de otimismo sem paralelos. Se fosse comigo já teria entregue os pontos no primeiro dia? Primeiras horas? Talvez nos primeiros minutos...
Pô...
Se um porco consegue ser assim tão positivo, diante de uma situação tão degradante, porque então yo, numa situação razoavelmente melhor, não posso ser mais otimista e aproveitar mais o que a vida tão fartamente me oferece? Preciso ler mais reportagens inspiradoras como esta. Realmente levantou meu astral. Estou até me sentindo mais leve...



E não é que me acabou caindo nas mãos a tal moeda de ¥500 do centenário da emigração? Estranhei quando a recebi de troco num kombini aqui pertinho. Já ia reclamar com a atendente, quando reparei que era a famosa moeda, cunhada especialmente para comemorar os cem anos de emigração. Tinha lido sobre ela num post do blog do Shigues... Ou da Bah. Não lembro direito. Por via das dúvidas torrei-a no primeiro jidouhanbaiki que me apareceu. Pelo menos vale os ¥500 estampados na face. Alívio...
Este ocorrido acabou servindo de mote para refletir que este foi mesmo o ano do (sem)tenário para muitos brazas aqui na ilhota, pois tem muito carinha perdido aê:
100 trampo,
100 dinheiro,
100 teto,
100 espectativa de melhora e pior,
100 grana para a passagem pro brasil...

Ô piadinha de mau gosto, né? Uma qualidade interessante de ser brasileiro é ter a capacidade de rir da própria desgraça... Mesmo com um chiste pobre destes.

By the way, um novo ano se inicia daqui um pouquinho.
E na onda do heróico porco chinês, neste próximo ano vou tocando a canoa, dia após dia, sobrevivendo, na esperança de que as coisas voltem para aquela tão saudosa (e lucrativa) normalidade.

É isso...

UM FELIZ 2009.

2 comentários:

Bah disse...

Nossa, que sorte. Se fosse você guardava e vendia. Tava olhando o site do mercado livre e eles estão cobrando uma fortuna por aquele kit das moedas comemorativas do centenário... (falei q ia dar dinheiro? rs).... É isso ai uma ótima virada pra vc! E que 2009 seja muito melhor pra todos nós!

Kisu!

Carlo disse...

Uiiii!!! Avisou tarde. Já era...
Da próxima vez não bobeio.
Uma bela virada para ti também. 2009 será melhor.
E boa sorte com as coisas lá na terrinha.
[]'s