quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Mar revolto e marujos perdidos...

Quando a maré esta boa, tudo vai bem, de vento em popa, o marujo não enjoa com o balanço da canoa e nem precisa saber direito para aonde vai. Quando o mar se torna revolto, traiçoeiro e o marujo não se dá conta do maremoto que esta por vir, ai então parece que todo vento, mesmo aqueles que sopram a favor, nunca satisfazem e até parecem ser contra.
Assisti este vídeo e senti um profundo desgosto da ignorância de certos dekasseguis.
Daqui a pouco estes cidadãos presentes no vídeo estarão na sarjeta ou debaixo da ponte passando fome e frio sem ter a menor idéia do porquê de estarem lá. Dá-me uma certa impressão de que falta orientação para este povo que esta aqui. Tem gente que parece não ter a menor ciência do breu que se tornou o nosso presente e futuro no Japão. É muito bonito e humano estas ações de solidariedade e tal, mas não adianta tapar o sol com peneira, é fácil concluir que tudo não passa dum mero paliativo para uma situação que só tende a agravar daqui em diante...

Um comentário:

Bah disse...

Olha, sinceramente vou te dar a minha opinião... esse pessoal ai que nem sabe o que está fazendo nesse país que está em crise não está pior do que aqueles que querem e pensam que podem ajudar, dando comida, futons etc... Tá virando uma máfia esse negócio de responsável por tal coisa... sinceramente, depois que eu vi sobre os voluntários que roubaram os donativos lá da enchente de SC, me conformo na possibilidade de que agora é a vez do comércio doação, que ganhou a concorrência sobre as empreiteiras. Posso estar sendo injusta com algumas pessoas, mas aquela comunidade da crise lá tem uma bando de panelinha que só pq está organizando o negócio decide quem faz ou que não faz. Pq não tem um lugar onde deixam os donativos e pronto? Isso pra mim é querer créditos do tipo: "olham eu vou pro céu pq eu ajudei uma pá de gente desabrigada". Sinceramenete pra mim isso não cola.

Kisu!