terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

Baká ou Zen. Sei não...

Alguns dos milhares de defeitos que eu tinha (ou talvez só estejam hibernando nalgum lugar na pequenez do meu ser) : impulsividade, impaciência e temperamento explosivo. Defeitos esses que aliados a uma lábia afiada como uma faca ginsu, me causaram uns problemas fodões no meu passado dekassegui. Levei um montão de kubi, xingos e até troquei porradas com com um mané ae... Amealhei troçentas inimizades. E pior, deixei de ganhar grana e perdi tempo. Senti as dores do inferno. Tive experiências raivosas que internariam qualquer um no sanatório pelo resto da vida. Mas sou forte. Não sucumbi a traumas. Superei-os. Foram tantas frustrações que uma hora aprendi. "Água mole em pedra dura tanto bate até que fura", tremendamente batido, porém um dos ditados mais verdadeiros que conheço. Mas não consigo entender como mudei tanto. E nem é por causa da tal crise. Hoje levei um esporro daqueles. Por engano. Nem perdi tempo replicando e ainda pedi desculpas pra encerrar logo a prosa ruim. Depois perceberam o erro e me vieram com uns "sumimasens" xoxos. Aceitei. E sorrindo. E continuei a trampar como se nada tivesse acontecido. Aliás por dentro nada aconteceu mesmo. Acho. Nada mais me abala. Parece que estou conseguindo corrigir meus erros passados. Devo estar no caminho perfeito. Estou tão zen que mais um pouco sinto que me tornarei um verdadeiro Buda. O tempo passa e a carapaça endurece. Ou ficamos loucos e acabamos sedados. Nem consigo analisar racionalmente esta questão.
~!@#$%^&* e
~!@#$%^&* e
então: ~!@#$%^&*. E deixa pra lá...
Forço a imaginação e me vejo deitadão, a toa, numa praia de areias branquinhas. Daquelas dignas de cartão postal. De um paraíso perdido por aê... Sombra, água fresca e sossego... Percebo a Xu sorrindo para mim. Até parece que sabe para onde minha mente esta velejando. Vem comigo, digo para ela. Ela ri e me chama de "baká". Deve me achar um pirado. É isso ai. Tudo passa. O que está para acontecer, faço apenas uma vaga ideia. Vou esperar. Agora consigo esperar. Esta vida dekassegui é piração pura. Só pra rir mesmo...

4 comentários:

Hidemi disse...

ahhhh acho q com o tempo a gnt cansa mesmo... eu tb era mto de falar o q dava na telha, brigar qdo chava q o meu jeito era o certo, e as vezes (admito) exagerava e humilhava as pessoas publicamente, sem um pingo de doh...
mas com o tempo, cansei... ahhh nao preciso ficar provando pros outros qdo eu to certa... tem gnt q simplesmente nao vale a pena... eu tomava esporro na fabrica, sorria e falava tah bom... no fim isso era tudo o q o chefe queria ouvir... ficar questionando ou teimando soh fazia aumentar as implicacoes comigo... entao deixava pra lah...
antes uma ulcera no estomago dele, q no meu... esse era meu lema... cagando, andando e sorrindo... rsrs

Bah disse...

Olha que eu me identifiquei totalmente com esse post rs... pelo jeito nao foi soh eu rs... eu era muito impulsiva, tenho vestigios algumas vezes, rs mas aprendi a ser bastante paciente e principalmente tolerante. Jah deixei muita coisa quieta e aprendi que eh melhor mesmo as vezes fingir ser idiota a ter que debater, tah certo que nem sempre eh assim, mas creio que estamos no caminho pra nossa melhoria rs.

Kisu!

kurati disse...

Foda,é aquele negócio,pra viver em harmonia aqui temos que vestir a carapuça de japonês.Gomen nasai e shitsure...e já era.

andreia inoue disse...

eu me faco de demente,aprendi a duras penas que a melhor maneira é se fazer de demente,quando estou em uma situacao ou com pessoas dificeis de conviver,tambem me imagino em outro lugar,bonito,agradavel...e me deixo levar em pensamento pelo mundo encantado,hahaha...fazer o que,ne?