sábado, 28 de fevereiro de 2009

Mais do mesmo...

Essa peãozada brazuka na ilhota me diverte. São dotados de uma ignorância pra lá de bizarra. No tópico de hoje, a questão da gratidão. Palavra esta que parece inexistir no limitado verbete desses seres brutos, burros e ignorantes.
A coisa aqui funciona mais ou menos assim.
Ofereça a mão e o sujeito vai tratar de conseguir o braço. Se conseguir o braço, vai almejar o corpo inteiro e se bobear, engole junto as roupas, tenis e o escambau.
Se você for colegão com algum mano numa ocasião qualquer, fique ligado. Esse "mano" irá voltar-lhe as costas quando mais precisar dele.
Se você for legal com alguém, fique esperto com o rancor dos que não pôde/conseguiu/quis ajudar. E pior, esteja preparado para a ingratidão dos que você ajudou.
Você pode até construir um castelo de bondade e ser o rei dos samaritanos. Mas se falhar (deixar de ser o otário bonzinho) uma única vez, um mané qualquer, um desses pequenos seres que habitam as trevas da ignorância dekassegui, irá desmontá-lo inteirinho com um pequeno bafo de seu ressentimento mesquinho.

Tudo parece se encaixar perfeitamente naquela velha piada. O piá vê dois cães na rua se atracando sexualmente. Fica curioso e acaba por perguntar á sua mãe o que significa aquilo. A tia, pega de surpresa, tenta espertamente dar uma enrrolada na criança e diz para ela que os dois cães são "amiguinhos". "O cãozinho da frente esta ajudando o de trás, que esta com as patinhas machucadas", diz candidamente a boa senhora. E o garoto, matreiro como todo brasileiro é, replica filosoficamente:"Bem que ouvi dizer por aê que basta ajudar alguém para levar ferro por trás..."

Gratidão, palavra carregada de sentimentos e significados tão bonitos, esta jogada por aê. Abandonada como um "haikibutsu" qualquer, num desses corredores escuros e sujos dessas fábricas japonesas em cujo interior uns dekasseguis ignorantes vivem a puxar o tapete um dos outros por mero capricho e absurda insensatez...

2 comentários:

Bah disse...

O povo brasileiro eh engracado. A maioria diz que Deus eh brasileiro mas nao consegue nem ao menos ser grato por alguma coisa realizado por Ele rs. O que eu penso ultimamente eh que essa tal crise, cada um quer ser o melhor, fazer mais, fazer o melhor, doar mais, pra garantir uma vaga no ceu. A pessoa quer ser lembrada por ter doado mais do que simplesmente falar o que pensa pras pessoas certas pq talvez acredite q vah pro inferno rs... Crentes....

Kisu!

andreia inoue disse...

"corredores escuros e sujos dessas fábricas japonesas em cujo interior uns dekasseguis ignorantes vivem a puxar o tapete um dos outros por mero capricho e absurda insensatez..."
esse comentario resumiu o periodo de um mes que passei em uma dessas fabricas sujas,o pior que quanto mais sujo e pesado for o servico,mais sujo e sem escrupulos uns e outras vao ficando,puxam o tapete a troco de nada,so pelo prazer de sentir que manipulam,que podem...e as vezes é para conseguirem uma horinha extra,para nao deixarem nenhum novato ficar veterano assim seguram o emprego,temem concorrencia!!!
mais tem um ditado que fala que o mau que voce faz ou deseja ao proximo,se volta contra voce!!
essa crise pegou muito desses que se garatiam no emprego usando desses artificios!!!