sábado, 18 de abril de 2009

O desabafo da Eiko...

É lamentável, mas não deixa de ser previsível algumas atitudes desprezíveis da banda pobre da nossa comunidade. São aquelas pessoas que nesta crise estão indo embora e não pensam mais em retornar. E ai se veem livres para aprontar o que bem entendem...
Leiam o seguinte depoimento de uma participante do "Brasileiros no Japão".


Bom dia! Aquí vai um desabafo. Ontem, tive a resposta negativa de uma concessionária de carros sobre financiamento de carro p/ um cliente. Por causa de alguns BRASILEIROS IRRESPONSÁVEIS, agora é discriminado na hora de financiar qualquer coisa. Antes um outro brasileiro que tivesse VISTO PERMANENTE poderia ser Fiador e OK. Agora estão exigindo que tenha a NACIONALIDADE JAPONESA. Isso pq. muitos saíram do país deixando p/ trás, carros e casas financiados sem dar sequer uma explicação. Soube que há muitos carros abandonados nos estacionamento dos aeroportos e até casas abandonadas. Assim sendo na cabeça dos japoneses pensam que se for japoneses não tem p/ onde fugir. Portanto quem estiver pensando em comprar um carro financiado esqueçam. É a triste realidade p/ os que permaneceram por aquí. Demorará algum tempo até que as coisas voltem ao que era antes. É muito triste, mas é necessário reconhecer que isso é a falta de educação do nosso povo antes de tudo. INFELIZMENTE!

É a tal “lei de Gérson” básica: obter vantagem pessoal mesmo que isso comprometa a coletividade, a paz do "próximo", o crédito que o "próximo" poderia conseguir se o espertinho pagasse suas dívidas corretamente. É fácil perceber que comunidades muito maiores que a nossa, como por exemplo a chinesa e a coreana não causam tantos transtornos como a brasileira. Só para ter uma ideia, somos 1/3 da comunidade chinesa, porém temos 3x mais compatriotas atrás das grades. Dá-me uma certa impressão que teremos o mesmo destino dos iraquianos/iranianos que antigamente aportavam aos bandos no arquipélago (dekasseguis como nós) e tanto fizeram (de ruim) que foram repatriados em definitivo e agora só uns poucos existem, mas habitando lá no sistema prisional japonês...

5 comentários:

andreia inoue disse...

tem gente que é super individualista e sem carater mesmo,nao tem explicacao,do tipo:se nao pensar no proximo,no quanto vai deixar a imagem dos brasileiros q continuam vivendo aqui abalada,pelo menos deveria pensar em si,como pessoa de bem,q consome algo e paga por isso,
tambem conheco muito tipo que bate no peito e se vangloria quando sai deixando suas dividas,infelizmente tem uma grande parcela da nossa sociedade que vive atraves do jeitinho brasileiro!!!!!

Herika disse...

Existem certas atitudes que já deixaram de ser lastimáveis pra se tornarem revoltantes.
Em uma edição da Alternativa, teve uma reportagem sobre esse assunto, infelizmente não li. Mas nas cartas pra redação de uma edição posterior havia uma leitora revoltada com a atitude a revista. Ela falava que os redatores viviam em outro planeta, mandava aterrizar e acordar pra crise. Se as pessoas não tem dinheiro pra comer, como vão pagar as dívidas antes de ir embora ao Brasil?
Valores completamente invertidos e defendidos por tantos compatriotas totalmente alienados, egoístas e idiotas ao extremo.
Triste, mas brasileiro aqui nunca foi unido. Não será na hora de tentar se dar bem e se safar de suas responsabilidades.
Beijos!!!

Diogo disse...

Uma das coisas que me desapontei mto qdo cheguei aqui no Japao, foi com o comportamento dos brasileiros...
Tinha uma outra visao destas pessoas qdo estava no Brasil.

Bah disse...

Nossa, eh por esse motivo que sai do Japao com as minhas pendencias pagas. Soh nao paguei imposto residencial pq, obviamente nao chegou a conta em casa, mesmo sendo do ano passado, rs... enfim, de resto, paguei tudo certinho, souji no apato que devolvi foi melhor do q qdo entrei, sempre joguei o lixo certo, pelo fato de uma unica vez devolverem o meu lixo, rs.. fiquei com tanta vergonha, que nunca mais joguei errado e, no entanto, enquanto me preocupava com esses minimos detalhes, tem gente que consegue ir mais alem, extrapolar os limites, fazer o pessoal que ficou e estah batalhando pra ficar ai, quase sem alternativas. Acho isso o cumulo do egoismo. Brasileiro nunca foi unido e nao esperem ser depois da crise. Cada um por si, literalmente. Qtas vezes eu e o Du deixamos de fazer ou ter as coisas pq outros brasileiros chegaram na frente e cagaram tudo? Absurdo!

Kisu!

M-FUSION disse...

Nossa não sabia q as empresas de financiamentos já estavam nos recusando.... é um absurdo, por causa de uns, todos pagam o pato. Mas tá certo, pois como vc disse, a educação do nosso próprio povo q causou isso... Chegamos longe, tivemos créditos enormes, agora regredimos no tempo. Uma vez q se perde a confiança, é difícil reconquistá-la.