domingo, 10 de maio de 2009

O desabafo do W*****

Mais um "interessante" desabafo orkuteiro num daqueles pedreguentos fóruns dekasseguis rendendo post:

Por W*****:

eu ja vi brasileiro ser mandado embora por causa de um brasileiro que viu o cara fumando num cantinho escondido da fabrica,chamou o chefe, dai os dois brasileiros sairam no tapa, e o brasileiro que estava fumano levo a pior,era so relevar um pouco e imaginar que o brasileiro estava la porque precisava trabalhar ja que tinha filhos pra cuidar,mas o brasileiro quis ferrar o colega,e caso raro?tudo bem concordo,mas ve as intrigas que brasileiro faz por causa de coisa tao insignificante, se nao e cigarro e limpeza de banheiro,e um pequeno atraso no kiukei, tem muitos que fazem de proposito,mas as vezes o kiukei e tao curto que nao tempo do cara fazer nada,fora o que disse a X****,cara que se mete a fiscalizar o seu servico pra pegar furio e te ferrar,leva o chefe la e mostra o que vc fez,so que ele leva na hora que vc nao esta,na hora do almoco,vc nao vai la meter o naris no servico dele,purque num tira remela do prpio nariz,mas nao ele faz questao de puxar o saco do chefe,fora aqueles que vc suando a camisa e finge que nao ve nada,nao te ajuda,faz cera pra caramba,enrola no banheiro,fica shupano o sacu do chefi,vi cada coisa por ai que dava vontade de matar o filho da puta,talves se um viado desse nascesse mudo seria bem melhor,assim nao ficava fazendo entrigas.


É dose. Pena que a sacanagem supere em muito a brodagem neste nosso adorável gueto verde-amarelo presente na ilhota. Costumo dizer que trampar nessas fábricas entupidas de conterrâneos é tão arriscado quanto ser funcionário do instituto Butantã. Por mais que se tome cuidados profiláxicos, cedo ou tarde uma traiçoeira cobra tupiniquim vai te picar... Não tem jeito.
Quando isso lhe acontecer meu caro colega, por favor, seja mais esperto que o vacilante conterrâneo fumante citado no desabafo acima. Resolver as coisas muito energicamente (na porrada) aqui no Japão, normalmente resulta em degola. Independente de se estar certo ou errado. Todo mundo aqui sabe disso. Ou pelo menos deveria...

É justamente por existir tantos dekasseguis babacões e brigões assim, que sinto uma profunda admiração pelo Sharkey, o pitbull. O bicho é poderosíssimo, uma máquina possante de destruição e morte, mas aguenta firme qualquer coisa sem partir para a ignorância descabida. Suporta quietinho até esta festinha de aniversário chata e deprimente:



É dose. Ele é forçado a vestir uma chapeleta ridícula e desconfortável. Tem que fazer vista grossa para a irritante galinha que insiste em ficar saltitando e cocoricando no pedaço. Fazer ouvidos moucos para a cantoria desafinada da sua neurótica dona. O aniversário é dele. Mas quem disse que ele teve ao menos o privilégio de convidar seus bródis pitbulls? Pô, que porcaria de festa... Pobre Sharkey, deve estar se sentindo um verdadeiro pit baitola na sua impotência servil. O que se tem de suportar para garantir a ração nossa de cada dia, não é bolinho não... Mas Sharkey é bicho esperto, sabe muitíssimo bem que se atender ao seu instinto animal (arregaçar a galinha em pedaços e morder a canela da dona), será kubi na hora.
É isso ai Sharkey!!! Parabéns por ser muito mais "cabeça" que tantos dekasseguis á solta por este Japão afora...

Um comentário:

kurati disse...

O negócio é vc saber fazer o seu trabalho,saber nihongo,e não dar brecha.Esses fdps da vida são fáceis de identificar,e só existem pq a maioria não domina a língua.O conhecimento dá a esses seres ,uma certa vantagem,o que faz os outros se sentirem insignificantes!!!!!