quarta-feira, 22 de julho de 2009

Assim é a vida...

Assim é a vida,
pontuada de tentativas,
erros e acertos,
mais erros certamente...

Assim é a vida,
um tosco poema amador,
sem rima, nem métrica,
sem tanta beleza e significado...

Assim é a vida,
que confunde o dekassegui,
estendido no chão,
olhando perdido para o teto.

Assim é a vida,
que parece estar sempre contestando,
contrariando,
nossa felicidade.

Assim é a vida,
suas dores,
seus lamentos,
suas tristes lições...

Assim é a vida,
yakins, hirukins, zangyos,
horas, dias, semanas, anos,
consumidos nesta vida que parece não levar a lugar algum...

Um comentário:

andreia inoue disse...

esse poeminha retratou muitas vezes o qeu sentia e sinto,mais isso quando estou na fabrica e nao consigo ve muito sentido naquela vida de escravo,mais quando saiu vejo a vida tao linda e cheia de possibilidades que a fabrica eh apenas um preco(caro)que tenho que pagar,o que me anima eh que aquilo nao sera para sempre,eh apenas uma etapa!!
e para vc tambem moço,estamos aqui para crescer,amadurecer e termos melhores possibilidades!!
abracao.