quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Adeus ano velho (e f.d.p.), feliz ano novo!!!

2009. Arrê. Definitivamente um ano difícil. Tenebroso. Em certos momentos me senti desolado como uma mosca debaixo de um copo. Ô ano dos diabos!!! Sinto calafrios só de olhar para o retrovisor e tentar contabilizar os fatos cronologicamente com alguma sensatez. Salário miúdo. Expectativas frustradas. Objetivos pausados. Tretas no trampo. Tensão. Depressão profunda. Mas o que realmente importa é que superei as dificuldades. Aprendi a comer em prato pequeno. A ranger mais os dentes e xingar de menos. Principalmente, e mais primordial, parar de perseguir cenouras como um burro teimoso. E assim, bem ou mal, sobrevivi, e cá estou, vivinho, lépido e intrépido; de peito aberto para enfrentar qualquer dragão de 7 ou mais cabeças que vier pela frente.
Em 2010 retornarei à terrinha após 5 anos de sol nascente castigando o lombo. Em janeiro estarei de mala, cuia e iMac rumando para San Pablo. Eita ciudad que me causa certo terror. Mas paradoxalmente minha intuição diz que lá estarão as portas que me descortinarão novas possibilidades de progresso.
É isso. A emoção (copiosas lágrimas de felicidade escorrem pela minha face) que sinto ao deixar este ano lazarento para trás, tanto me afeta neste instante que minha inspiração para tentar escrever algo decente esgotou-se.

Enfim, o que importa mesmo é estar de pé, ter forças para recomeçar e acreditar em um futuro melhor.
Que venha 2010!!! Pode vir quente e fervendo que estou preparado!!!

Um Feliz e Próspero Ano Novo para todos que por ventura tropeçaram por este blog.

sábado, 26 de dezembro de 2009

Carlo e o Katsu-kare

Saí para comer um katsu-kare. Não imaginava o que iria acontecer. Estava comendo sossegado, quando me atacou um espasmo de riso ao assistir um comercial esquisito na TV. Cabei babando kare e pensei que o destino da gosma apimentada seria o piso. Então tranquilo. Nem liguei. Depois descobri que tinha pingado na calça. Meu jeans favorito. Tentei remover. Disfarçadamente esfreguei com um guardanapo. Não deu certo e ainda esparramou mais a mancha. Fui embora com a marca amarelada do meu desajeitamento estampada na altura do joelho esquerdo.
Moral da estória: "Se comer kare, não ria". Ou não aponte os olhos para comerciais japas estranhos durante a comilança. Básico.

Ôôô ano miserable que esta demorando a passar...

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Cézão e a bala perdida

Conversando com um camarada das antigas, o Cézão, via MSN:

- Carlooooooo! blz broda?
- +ou-. Aliás, na mesma droga de 1 ano atrás… qt tempo hein?
- tah em crise ainda??
- Pois é… E tu?

- Tah feio por aqui tb vei.voltei em janeiro e to ai na mesma. parado.sai atraz de trampo. distribui curricolos mas nao deu nd certo ateh agora.
- to estudando p/ concurso pelo menos assim os veios nao pegam tanto no pe. ce tah em shimane ainda?

- No. Fui kubi no ano passado, dezembro, tô trampando num bentoya em Kobe.
- bentoya ainda tem neh
- Tem ainda. Mas tô voltando no mês que vem.
- fala serio na real?
- na real, poh. Japão tá zuado d+. E são 5 anos direto. To estressado, cansado e o meu saco tah quase estourando. Vo dar um tempo aê e depois penso se volto ou não volto mais. Sei lah…
- soh tem gente desempredado aqui tb
- to ligado… Mas eu soh to pensando em dar um tempo mesmo. Depois eu vejo.
- vai p onde?/
- tô indo pra sampa.
- sampa?????? ce naw era de curitiba???????????
- Era. Não sou mais. não sou de lugar algum. Pelo menos aê é perto de Cumbica. Como esta a city? Continua alagada? Levo uma boia?
- kkkkkkkkkkkkkkkk
- e a bandidagem? Vou precisar de um colete a prova de balas? ;-)
- olha vai sim. olha ai.



- uma barata? colete para esmagar uma barata?
- kkkkkkkkkkkkk ce tah zuando. eh um buraco de bala perdida vei.
- caracus!!! Fala sério? Verdade mesmo?
- serio meu. por sorte tava no quarto do lado
- Afff. Pensei que isto soh acontecia no hell de Janeiro.
- sorte vei. kkkkkkkkkktraz a boia e o colete kkkkkkkkkk

- Já tô pondo na mala… :-}
- Bye Cezao, vou dar um rolê por aê…

- chau. liga quando chegar
- falooo broda…

domingo, 13 de dezembro de 2009

WTF!?!

Por Zeus! Alguém consegue me explicar isto?!?



Algumas teorias:




É mais uma daquelas coisas que só acreditamos porque dizem que foi no Japão. ;-)

Mais detalhes sobre este acidente escabroso aqui.

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Miauuu!!!!!!!!


Chove e faz um frio glacial em Kobe-shi.
Sou um gatinho miudinho, tristinho, um tanto resignado, um tanto incerto, um tanto indefeso, necessitando de cuidados, carinho, ao menos uma cosquinha na cabeça, para seguir adiante. Para continuar minha caminhada solitária por sinuosas ruas sombrias e em meio a humanos gigantescos, indiferentes, maus e agressivos.

Mas é só uma fase ruim. Sou na verdade um felino escaldado dos diabos! Quando o sufoco passar, voltarei a ser o gatão malandro pra caray!
Crise existencial é para fracos. Pronto, falei.

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

O Carlo e a cenoura


A figura do burro atrás da cenoura retrata isso mesmo. O burro iludido caminha na direção do tubérculo que vai se afastando na mesma velocidade, mantendo a distancia sem nunca lograr alcançá-lo. Triste e deprimente, desta forma o burro pode insistir eternamente na busca da recompensa que ela nunca virá. É isso. Cansei de bancar o burro teimoso. Ganhar um tutu legal com esta vida de peão terceirizado já estava sendo uma ilusão. E agora se amarrar como "patto" direto com o bentoya, fode de vez. Cansei. Encheu o saco. Vou dar um tempo. Já marquei o retorno para o ban… oh, uhn.. terrinha! Estou revoando para lá no mês que vem. Daqui a menos de dois aninhos estamos de volta. Apostando na certeza de que a economia japonesa renasça das cinzas como uma fênix radiante. E também preciso urgentemente dar uma renovada na minha estratégia. Porque assim não vou comer cenoura alguma…

domingo, 6 de dezembro de 2009

A epopéia continua...

Já escutei muito aquele velho ditado afirmando que alegria de pobre dura pouco. Devo ser um completo indigente miserável então, porque mal completei dois meses neste último trampo e o bentoya resolveu de forma unilateral e repentinamente, encerrar o contrato com a empreiteira na qual estou empregado. É a administração da bagaça sedenta em diminuir mais custos ainda, além do corte de pessoal que houve recentemente.
Pior é que o destino me pegou de calças arriadas outra vez. Pelo que me consta isto só deveria acontecer no início de 2011. Arre…
Desta forma acabei sendo "convidado" a participar do mesmo tipo de acerto que me fez desistir do emprego anterior: o degradante contrato direto no sistema de "part-time", sem nenhuma garantia de estabilidade, moradia por conta própria e pagamento integral de todos os impostos previstos na legislação trabalhista. E para completar a desgraçeira, redução no valor do salário/hora. Um belo de um chute nas minhas bolas já tão castigadas… Labutar tão duramente pelo pouco vil metal que virá, não vale a pena. Ganhar só o suficiente para a comida não é o bastante para mim. E a diversão, a arte e as tranqueiras tecnológicas que estava acostumado a queimar a grana? ;-)
Já fiz uma pesquisa básica por outras paragens, mas só senti cheiro de coisa provisória.
Tipo contratinho temporário de uns poucos meses, e depois se a fábrica não precisar mais, sayonara peão… Feroiz. Dekassegui hoje em dia parece gato em teto de zinco quente, tem que ficar saltitando de um lugar para outro senão queima as patinhas, não tem lugar perene para fincar a barraca nestas bandas orientais. A não ser que seja um cara abnegado e se contente em suar horrores só para o sustento pessoal.

Fico refletindo nesta frase filosófica que Bah colocou num post: "Quando as mudanças precisam acontecer, elas acontecem, com ou sem a sua permissão e temos que nos adaptar ou seremos prejudicados pela resistência."
Pois é… E fico a refletir se não estou cometendo uma tremenda tolice em ficar perseverando nesta porcaria de situação econômica. Talvez seja o caso de mudar de mala, cuia e iMac de volta para o ban…, ops! terrinha...

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Carlo perdeu a benção

A situação esta tão preta, que quase parti em caravana com um pessoal cristão (e desesperado) daqui, lá para Aichi, receber a benção financeira de um tal Valdemiro Santiago. Pois é... Fico agora matutando com meus botões se não aconteceria um milagre se para lá "peregrinasse". E uma vez ungido e abençoado, será que não arrumava um trampo melhorzinho? Ou ganhava na loto 6? Ou chovia do nada, dinheiro na minha conta? Ou... sei lá. Tantas possibilidades legais e "divinas" povoaram a minha mente por alguns instantes.
Mas como não tive grana nem para a vaquinha da caravana, muito menos para o ingresso do show do pa$tor milagreiro, fiquei escutando solito na minha humilde toca esta bela musiquinha gospel que conseguiu tocar fundo até mesmo a insensível alma agnóstica deste escriba dekassegui.

E cabei economizando para passar o resto do mês tranquilo e talvez até sobre uns mangos para ao menos celebrar este natal pindaizento com um mini panettone...

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

"2012"

Bem que a Bah avisou que a coisa não era muito boa, mas ainda assim esta mula teimosa que lhes escreve foi assistir ao ultra-hiper-marquetizado "2012". Afê. Como dói pensar que ainda paguei ingresso no cinema para praticamente dormir e jogar preciosos minutinhos da minha vida na privada. "2012" é uma lástima. Longo demais. O roteiro é muuuuiiiittoooo previsível e chato. Tem a virtude de ser inundado por uma profusão de efeitos cgi's que enchem os olhos de qualquer um, mas chega uma hora que enjoa, porque a estoria é patética demais. Muito. Até mesmo para um acéfalo como yo… Se pudesse voltar ao tempo, nem desperdiçaria banda da internet baixando. Vá de retro filme ruim! Cruzes…

E oremos todos, irmãos e irmãs, para que "2010" seja um filme melhor.
Aliás, que seja bem melhor que "2009" também. Que convenhamos, não fica nada a dever para aqueles filmes Bês de qualidade duvidosa, grotescos e sanguinolentos, como o "Massacre da Serra Elétrica".
Eca.
Porcaria de "2009". Ano desgraçado, miserável, filho da puta e lazarento.
Pô. Vê se acaba logo, chispa daqui, ano pestilento dos infernos!!!
Amém...