sábado, 13 de março de 2010

Quero ser mais um...

e fazer parte disso tudo que sempre desprezei, odiei e nunca quis para mim.
Quero compartilhar do prazer masoquista daqueles que deglutem as cascas verdes das bananas do dia-a-dia numa só bocada, e sentem orgulho de não esgarem com o azedume desta realidade bem para lá de desgraçada.
Quero ser mais um em meio a manada a mugir em consonância com mediocridade, o mau gosto, a religiosidade vazia e a idiotia plena.

- Oh! Senhor que-tudo-pode!!!
Aqui estou humildemente prostrado aos seus pés, pronto a aceitar qualquer sacrifício. Tornai-me um Jó da modernidade, se assim for o seu celestial desejo.
Tudo que anseio é eliminar esta solidão arrebatadora que corrói meu espírito como soda cáustica.

- Senhor Todo Poderoso, escutai-me!!!
Estou disposto a qualquer sacrifício. Abraçar a hipocrisia, a falsidade, até torcer para o Corintians, se assim procedendo seja possível implodir com minhas couraças afetivas e amar tudo aquilo que tanto abomino!
Quero ser mais um lunático imbecil a brandir lemas petistas. Mais um surdo a apreciar funk. Mais um cego a enxergar beleza nessas mulheres-frutas que abundam esses programas televisivos que tanto me enojam. Quero ser mais um iletrado a perceber literatura nos livretos da Bruna Surfistinha.
Não quero mais fingir. Quero ser um autentico mané. Desprezível e ignorante. Acreditar piamente em todas as palavras que escuto. Enxergar auréolas opacas sobre santos de pau-oco. Comprar bençãos de vendilhões da fé sem pestanejar. Avistar vestes esplendorosas encobrindo o barbudo rei desnudo. Saltitar o reboletion e ser um star para a macacada.

Cansei de contemplar a vida com os olhos profundos do racionalismo. Botar a cabeça para esquentar até sair chamas pelas fuças. Quero sumir de vez com este existencialismo amargo que assombra o meu ser.
É tudo muito trágico.
O amor parece não existir mais. Virou só mais um substantivo a entupir slogans de marketing enganosos. É preciso ser muito otário para acreditar em algo. Mas é preciso acreditar para ser feliz. Então quero ser mais um otário.
Amém...

7 comentários:

andreia inoue disse...

ê amigo velho,to vendo que as coisas por ai nao andam as mil maravilhas,e que mistureba foi essa,bruna surfistinha,mulher fruta e rebolation tudo junto no mesmo post,eh de deixar qualquer um de baixo astral,ahahhah.
Animo e vamos para as coisas boas que ai tem de monte!
:D
abracaoooo.

Mau disse...

Sim. Você é muito insano!
Muito mesmo.

Patricia disse...

Cuidado com o que deseja, hein! Pode ser que consiga...

Uma vez, enquanto passava por uma fase como a que vc está passando agora, desejei ficar feliz ao comprar uma calça da M. Officer. Adivinhe? Fiquei feliz com a calça. E fiquei feliz com Harry Potter. E com livros de auto-ajuda. Agora quero voltar a pensar. Adivinhe? Não consigo.

Leh disse...

Êta, Carlito!

Parte pro lado bom, muda de turma, do canal de TV, de tudo que fizer mal...

Insano? Quem não fica depois de viver no Japão? Quem não é?

Olha eu com mais uma reflexiva:
uma das 10 Dicas do Professor Marins. a primeira de "PARA VIVER COM ENTUSIASMO!"

1. Afaste-se de fatos e pessoas negativas


kisses, lindinho!

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

hahaha
Vou rezar pra vc NAO conseguir atingir esses objetivos.

Carlo vc podia pensar em voltar a estudar. Vc é o tipo de pessoa que faz falta no meio acadêmico e com certeza tem muita gente esperando por vc lá. Ai tem mta gente cansada da mediocridade, tenta achar sua tribo, seu nicho e não desanime.

Hidemi disse...

tah procurando no lugar errado...

nao existe um caminho para felicidade, a felicidade eh o caminho

Cris Higa disse...

Adorei Seu Post...sempre passo por aqui mas agora tive que comentar....
Caiu como uma luva pra mim...é bem assim que eu me sinto....